Você sabe qual a importância dos exames laboratoriais para diagnóstico de doenças silenciosas?

Fáceis e rápidos de fazer, os exames laboratoriais dão suporte em até 80% das decisões médicas, podendo ajudar a prevenir complicações de doenças que podem parecer, pelo menos aparentemente, silenciosas. 

Na medida em que as ferramentas tecnológicas da área da saúde avançam no mundo todo, cresce a efetividade e precisão dos resultados de consultas e exames, mesmo em casos de alta complexidade ou até para investigação de doenças que podem atingir o paciente somente no futuro.

Essa assertividade em um segmento tão importante deve ser comemorada. E, nesse cenário, os exames laboratoriais continuam relevantes, pois dão suporte em até 80% das decisões médicas. Segundo o Dr. Octavio Fernandes, vice-presidente médico do Labi Exames, os exames laboratoriais, de forma geral, são rápidos, práticos, baratos e por meio deles é possível obter o diagnóstico de inúmeras doenças. “Acreditamos que a resolução de uma parte importante da saúde do país pode ser feita nos casos de baixa complexidade”, afirma.

Exames laboratoriais podem servir de grande auxílio para diagnóstico de doenças silenciosas. (Foto: Alexander Rathis, Fotolia.com)

 

Dr. Fernandes ressalta que um simples hemograma é capaz de detectar desordens como anemia, infecções e leucemia. “O acesso à informação e a exames laboratoriais periódicos, a cada seis meses, ajudaria o brasileiro a manter sua saúde em dia. Por exemplo, ao realizar exames de glicemia, o paciente pode facilmente identificar diabetes e os exames TSH e T4, revelam alterações na tireoide, que acometem mais as mulheres, na proporção de 7 por 1”, afirma.

A proposta da área da saúde é trabalhar para que as pessoas possam ser diagnosticadas no início da doença. Entre os pacientes que recebem o tratamento adequado rapidamente, os quadros clínicos dificilmente evoluem. “Esse ciclo reduz a necessidade de tratamentos complexos e, consequentemente, mais caros para o paciente e para o sistema de saúde”, reafirma Dr. Fernandez, do Labi Exames.

Quem são as doenças silenciosas?

Um bom exemplo da eficácia dos exames laboratoriais é a descoberta das chamadas doenças silenciosas. Dentro dessa categoria, estão diabetes, hepatites, disfunções na tireoide, entre outros. Segundo Dr. Odilon Denardin, médico endocrinologista do Labi Exames, o diagnóstico dessas doenças pode ser feito por meio de testes laboratoriais. Inclusive, alguns deles têm resultado até no mesmo dia.

 

Para se ter ideia da dimensão de enfermidades como essas, o especialista aponta alguns dados do Ministério da Saúde. “Atualmente, o Brasil possui cerca de 12 milhões de diabéticos, e estima-se que 40% desse número não saiba”, afirma.

Número de brasileiros com diabetes cresceu 61,8% em 10 anos, segundo Ministério da Saúde.

 

Segundo ele, esse é apenas um exemplo de alguns dos inúmeros problemas que podem se instalar no organismo dos pacientes sem que eles percebam. Por isso, faz o alerta: “Em caso de desconfiança, dúvidas, ou se o paciente notar alguma alteração ou mal-estar, é importante realizar exames periódicos e procurar um profissional para investigar melhor o quadro clínico”.

Quais são os principais exames laboratoriais?

 

  • Colesterol – Quando o colesterol está aumentado no sangue, forma placas de gordura que podem entupir os vasos sanguíneos. Por isso, é recomendado dosar o colesterol com frequência.  Se a pessoa tem diabetes, parentes com colesterol alto ou já teve entupimento de vasos, a dosagem deve começar aos 20 anos.

 

  • Glicose – Esse exame serve para fazer o diagnóstico de doenças com glicose alta (diabetes) ou baixa (hipoglicemia). Como o diabetes pode ficar muito tempo sem sintomas, é recomendado que acima de 45 anos esse exame seja feito a cada três anos.

 

  • Hemoglobina Glicada – Esse exame serve para diagnóstico e, principalmente, acompanhamento do tratamento do diabetes no longo prazo. Por estimar os níveis de glicose no sangue pelos últimos quatro meses, é possível avaliar a eficácia de mudanças de estilo de vida e controlar os níveis de açúcar.

 

  • Hemograma completo – O hemograma é um bom exame inicial quando há suspeita de anemia, infecções e sangramentos. Além disso, ele deve ser realizado pelo menos uma vez ao ano em pacientes com doenças crônicas como diabetes, pressão alta e doença dos rins.

 

  • TSH – Hormônio Tireoestimulante – As doenças da tireoide são mais frequentes em mulheres. Estas doenças podem evoluir de forma silenciosa, sem sintomas aparentes, sendo detectadas apenas pelas avaliações laboratoriais de TSH e T4.

     

     

Fonte:https://newslab.com.br